O Chá e as alterações climáticas

A produção de Chá está em perigo no Quénia

Segundo um estudo da instituição de caridade Christian Aid, com o agravamento das alterações climáticas, o Quénia poderá reduzir em mais de 25% as áreas com condições ideais e 35% com condições médias, de produção para a cultura de chá, até 2050.

Com a agravante que, devido às cheias e alagamento dos solos, o impacto no sabor e nos benefícios para a saúde poderão sofrer grandes alterações.

Os compostos aromáticos, chamados de metabólitos secundários – que também podem ajudar a estimular o sistema imunológico e ter propriedades anti-inflamatórias – são diluídos quando a planta recebe muita água, resultando em folhas de menor qualidade e um chá menos saboroso.

Kat Kramer da Christian Aid, disse: “Perderá as nuances delicadas do sabor, as coisas que tornam o chá tão especial. É como tirar as ervas e temperos de uma receita – não obterá a mesma riqueza de sabor.”

Só o continente africano, emprega mais de 3 milhões de pessoas na produção de chá.

Poderá ler em https://www.theguardian.com/environment/2021/may/10/tea-growing-areas-to-be-badly-hit-if-global-heating-intensifies

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PortugueseSpanishEnglish

Menu Principal