Compostagem doméstica

A compostagem é um processo natural na decomposição da matéria orgânica cujo composto resultante é rico em nutrientes podendo ser utilizado como alimento para as plantas. Essa decomposição é feita pela ação de microrganismos que na presença de oxigénio e humidade originam o composto que contribuirá para a melhoria da estrutura do solo e da sua fertilidade.
Na compostagem doméstica, feita em pequenas hortas ou jardins, o local onde o material orgânico se vai decompor é muito importante. Poderá adquirir um compostor ou construí-lo, contudo não é obrigatório. Apenas será necessário um local que seja abrigado do sol direto, por exemplo por baixo de uma árvore e longe da entrada por algum cheiro menos agradável que possa surgir. O material a compostar deverá ser colocado em camadas dando-lhe a forma de uma pilha/pirâmide, com aproximadamente 2 m de largura na base e pelo menos 1,2 m a 1,5 de altura.
Os resíduos orgânicos a ser compostados podem classificar-se em castanhos e verdes; os primeiros contêm maior teor de carbono (C), sendo geralmente secos e os resíduos verdes têm maior teor de azoto (N), sendo geralmente húmidos. Os materiais mais ricos em carbono são madeiras, palhas, ramos, folhas secas enquanto o material verde mais rico em azoto são os legumes, frutos, restos de comida. Para uma compostagem equilibrada, é necessário ter uma grande variedade de resíduos. Os ramos da poda de árvores e de arbustos podem ser colocados na base facilitando assim o arejamento da pilha, caso tenha um triturador poderá incorporá-los para se decomporem com a rapidez necessária.
Na construção da pilha, devem alternar-se os resíduos verdes com resíduos castanhos. A última camada do topo, deverá ser com resíduos secos e orientados de maneira a que chuvas escorram à superfície evitando o encharcamento e lixiviação dos nutrientes. Materiais como cinzas, borras de café, cartão ou papel sem cores, cascas de ovo podem ser adicionados melhorando o composto final. A terra pode ser incorporada para cobrir material mais fresco ou para abafar odores.
A pilha deve ser regada sempre que necessário para manter um teor de humidade adequado à decomposição e revirada para a sua oxigenação, ativando assim o processo de fermentação.
O composto poderá levar entre 4 a 12 meses a ficar pronto, dependendo do tipo de materiais e da maneira como se trabalhou a pilha. O composto final deverá ter um aspeto de terra escura sem cheiro desagradável.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PortugueseSpanishEnglish

Menu Principal