Em Espanha, Município de Estrada contabiliza os custos de produção de maçãs em modo biológico

https://youtu.be/evN7vZ-pJYg

A 3 de agosto o Município de Estrada reportou um relatório sobre os custos de produção da maçã no modo biológico elaborado por uma empresa de auditoria. Com base na atuação de duas  cooperativas a Ullama e Cabrinfolla, o relatório calculou os custos deste modo de  produção que no Município da Estrada ganhou peso significativo nos últimos anos. A Estrada, é um município  da província espanhola de Pontevedra da Comunidade Autónoma da Galiza, que conta com mais de 100 hectares de área dedicada à produção de maçãs biológicas.

José Luís Carbacos,  diretor da Agencia Galega da Qualidade Alimentar da Galiza (AGACAL), participou da apresentação da reportagem, acompanhado pelo e acompanhado do diretor das  Indústrias Pecuárias, Agricultura e Agroalimento, José Balseiros. O diretor da AGACAL elogiou o trabalho feito para identificar, analisar e quantificar os custos de produção das maçãs na agricultura biológica. Ressalvou que é um setor em crescimento exponencial e impulsionador que transformou o município na capital galega de sidra, destacando assim o contributo do município de Estrada.

Adaptado da Publicação a 4 agosto em a ‘Voz da Galiza´

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PortugueseSpanishEnglish

Menu Principal