Conselhos para comprar e consumir produtos biológicos de forma sustentável.

Se é consumidor de produtos biológicos, sabe que, de modo geral, vai ter de pagar um pouco mais por estes produtos certificados. Mesmo contando com um melhor benefício para a saúde e para o ambiente, comprar produtos ou mesmo cabazes biológicos pode, por vezes, interferir no seu orçamento familiar.


Pretende ou gosta de consumir produtos biológicos, mas acha que nem sempre é possível “abrir a carteira” para consumir Bio? Vamos partilhar algumas dicas para que a compra e ou o consumo de produtos biológicos não se tornem num ”pesadelo” na sua conta bancária e que passe a fazer parte de um quotidiano sustentável. O segredo está, como sempre, num bom planeamento!

Destacamos algumas dicas que consideramos importantes no que diz respeito à forma como compramos e também à nossa atitude como consumidores:

  • Prefira os mercados ou lojas BIO que promovam os produtos locais;
  • Compre diretamente na exploração agrícola;
  • Compre online através de plataformas e redes sociais;
  • Compre a uma associação, cooperativa de produtores e ou de consumidores;
  • Adquira produtos da época e aprenda a conservá-los corretamente;
  • Planei a suas refeições a contar com as sobras e compre apenas a quantidade que vai comer. Pode ser preferível fazer duas compras por semana do que levar tudo de uma vez;
  • Recorde que alguns produtos podem ser comprados em quantidade a um preço mais acessível;
  • Prefira os produtos frescos e ou transformados na exploração ou preparados por si;
  • Consuma variedades e raças locais;
  • Confecione receitas caseiras;
  • Reutilize os sacos e prefira comprar a granel e deste modo reduza as embalagens das suas compras.

Todas estas dicas levam-nos a reduzir a nossa pegada ecológica, consumindo o que é produzido próximo de nós. Por outro lado, é extremamente importante socializar com os produtores, lojas, associações e cooperativas, bem como outros agentes locais, promovendo deste modo um maior laço de confiança e de segurança. O comércio online e as redes sociais são grandes aliadas no encontro desta proximidade.

Não menos importante é a redução do desperdício (e não apenas das embalagens), é também preciso avaliar o seu poder de conservação. Aprenda a congelar alguns vegetais que não vai consumir no momento, a confecionar molhos, a desidratar frutas e legumes, a preparar geleias, doces e compotas, por exemplo.

Assuma o desafio de cozinhar sem desperdícios. Existem muitos livros e tutoriais na internet que ajudam a aproveitar as cascas, as sementes, as folhas e os caules de alguns vegetais que normalmente não aproveitamos. Cozinhe com alma para si para a sua família e procure preparar pratos típicos do local onde vive, dada a maior facilidade em encontrar os ingredientes certos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PortugueseSpanishEnglish

Menu Principal