Organic Farmers Growers defende que a agricultura biológica deve ser encarada como uma referência para a agricultura regenerativa

Nos últimos anos e na opinião de  muitos especialistas do sector, o termo “agricultura regenerativa” tem sido defendido como o mais completo, com abordagem para a redução do carbono e para vantagens de saúde ambiental.

No entanto a OF&G (Organic Farmers & Growers) considera que em torno do termo “agricultura regenerativa” a falta de clareza poderá levar ao seu uso indevido e até criar confusão.

Investigadores da Universidade de Wageningen analisaram 279 artigos e mostraram que estavam a ser utilizados diferentes princípios e práticas para orientar a sua interpretação. Por outro lado, um inquérito realizado aos próprios membros da OF&G mostrou que 85% tinham preocupações com a falta de definição em torno da agricultura regenerativa.

O novo documento político da OF&G – Organic: o referencial para uma agricultura regenerativa avançada – visa estabelecer a posição do modo de produção biológico no contexto da agricultura regenerativa, e demonstrar que a agricultura biológica proporciona resultados regenerativos abrangentes.

“OS PRODUTORES BIOLÓGICOS JÁ REALIZAM PRÁTICAS REGENERATIVAS, DIA APÓS DIA, À MEDIDA QUE IMPLEMENTAM NORMAS CLARAS E JURIDICAMENTE VINCULATIVAS DE PRODUÇÃO BIOLÓGICA”

“Há mais de setenta anos que a produção biológica tem o seu foco no fortalecimento da saúde dos solos”, diz Roger Kerr, presidente executivo da OF&G. “Os produtores biológicos já realizam práticas regenerativas, dia após dia, à medida que implementam normas claras e juridicamente vinculativas de produção biológica. A agricultura biológica proíbe o uso de fertilizantes artificiais e biocidas sintéticos que são conhecidos por impactar as alterações climáticas e a perda de biodiversidade.”

A OF&G salienta que a guerra na Ucrânia destacou a dependência do Reino Unido de inputs agrícolas alimentados a combustíveis fósseis importados, como fertilizantes, e por que é fundamental incentivar sistemas agrícolas que evitem o seu uso como biológico.

As práticas de gestão em agricultura biológica tem um impacto positivo comprovado nas emissões de gases com efeito de estufa e na saúde dos solos.

O documento político da OF&G pode ser lido na íntegra aqui: https://ofgorganic.org/docs/organic-the-benchmark-for-advanced-regenerative-farming.pdf.

Imagem principal: A OF&G desenvolveu este gráfico de sistemas agrícolas para destacar como a agricultura biológica  proporciona o melhor da agricultura regenerativa avançada em termos da escala e extensão da mudança entregue.

Publicado originalmente em Natural NewsDesk

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PortugueseSpanishEnglish

Menu Principal