As roseiras também apreciam o empalhamento

As roseiras como muitas perenes e arbustos, não gostam de ser cultivadas em solo nu. O empalhamento é também designado por mulching ou cobertura morta e é uma forma natural e sustentável de cobrir o solo.

O empalhamento oferece muitos benefícios para o solo e para o desenvolvimento das suas plantas.

Esta prática cultural permite:

  • fornecer nutrientes ao solo à medida que o material se decompõe;
  • evitar a formação de uma crosta dura no solo (que impede a entrada de água da chuva);
  • limitar o desenvolvimento das infestantes
  • conservar a humidade e limitar a rega

Alguns cuidados básicos:

  • As roseiras requerem uma cobertura leve, usando materiais de fácil e rápida decomposição.
  • O empalhamento nas roseiras pode fazer-se o outono ou no início da primavera, quando o solo começa a aquecer um pouco.
  • Na primavera é preciso ter em atenção para não cobrir os porta-enxertos e provocar o desenvolvimento excessivo deste.
  • É conveniente renovar a cobertura a cada dois anos.

É preciso ter muito cuidado no caso da relva por semente, pelo que antes de utilizar, o melhor é secar bem ao sol, durante alguns dias.

Dois materiais para cobrir o solo fácil de encontrar

A relva cortada seca, é um excelente material para mulching. É um material económico e que se degrada entre 1 a 6 meses.
 
Outro material excelente, abundante no outono, são as folhas caídas das árvores e dos arbustos. Tão bom para as rosas como para a fauna do solo! As folhas caídas também limitam o escoamento da água, melhoram a estrutura do solo e evitam a erosão.

Publicado anteriormente: Sobre os fertilizantes orgânicos – BioPlatform

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

PortugueseSpanishEnglish

Menu Principal