A fumagina nos citrinos

Sabe quando as folha, ramos e até frutos como os das laranjeiras, limoeiros e tangerineiras aparecem cobertos com uma espécie de fuligem, pó preto? Ainda por cima não é facilmente lavável pela água das chuvas ou da rega. Pois como sabe, as folhas e ou outros órgãos atacados ficam também muito pegajosos.

Estamos a falar de uma doença provocada pelo fungo Capnodium citri, sendo a camada preta, o micélio do fungo. A fumagina não penetra nos frutos nem no interior dos tecido dos órgãos atacados. No entanto,  ao ver os seus citrinos atacados pela fumagina, com certeza que se apercebe que esta cobre grande parte da cor verde das folhas. Então temos o problema da fotossíntese, pois a cor verde da clorofila é mascarada pela fumagina. Assim como resultado as plantas ficam com o seu bom crescimento e desenvolvimento comprometido. Os frutos cobertos por fumagina também perdem a sua qualidade comercial.

A fumagina não é um parasita direto das plantas cítricas, mas cresce em secreções açucaradas, meladas excretadas por insetos sugadores de seiva, como afídeos, moscas-brancas e cochonilhas, que se alimentam dos citrinos.

Em pequenas áreas e nos ataques iniciais a fumagina pode ser removida manualmente, com água e sabão, com ajuda de uma escova ou pano macio. No entanto, para controlar a fumagina, é fundamental combater os insetos sugadores de seiva.  As meladas produzidas permitem o crescimento do fungo. Além disso, é importante manter as plantas cítricas saudáveis através de boas práticas culturais, como a nutrição e rega adequada, a poda correta e a remoção de partes infectadas. Um excesso de adubação azotada, poderá estar na origem de ataques mais agressivos dos insetos picadores sugadores.

 

Fonte (Texto e imagem): Citronnier:reconnaitre les maladies et les traiter (promessedefleurs.com)

Menu Principal